CASA DE PAÇOS LOUREIRO VINHAS VELHAS RESERVA
   
2018 MINHO

CASA DE PAÇOS LOUREIRO VINHAS VELHAS RESERVA 2018 MINHO

A Casa de Paços – Quinta de Paços, concelho de Barcelos, mantém-se há mais de 400 anos e de 15 gerações na mesma família, preservando uma tradição com mais de 4 séculos na produção de vinho na região do Minho.

A Casa de Paços deve provavelmente o seu nome a um antigo paço (*) da época em que Santa Eulália de Rio Côvo poderia ter sido uma estância termal romana. Parte do que é hoje propriedade pertenceu ao Comendador de Chavão da Ordem de Malta, mas, durante mais de 400 anos (desde o século XVI) e 15 gerações, tem permanecido propriedade da mesma família, os Silvas do Rio Côvo, assim denominado pelo genealogista Felgueiras Gayo, ele próprio descendente desta família.

O património da sociedade compreende uma área de cerca de 200 hectares, dividida em cinco quintas no concelho de Barcelos – Casa de Paços – Quinta de Paços, Prazo da Cotovia, Morgadio do Perdigão, Quinta de Vila Meã e Morgadio de Real – e uma na concelho de Monção – Casa do Capitão-Mor – Quinta da Boavista.

Vinificação: As uvas foram desengaçadas e fermentaram em cubas de aço inox com temperatura controlada. Cerca de um terço do vinho estagiou em barrica usada de carvalho francês durante 8 meses. O vinho permaneceu nas borras finas durante 9 meses.

Casta: Loureiro

NOTAS DE PROVA:

Cor: Intensidade média e amarelo-esverdeado.

Nariz: Intensidade média, folha de louro, lima, pimenta branca, leve manteiga, biscoito e pedra molhada.

Boca: Seco, acidez alta, corpo médio, intensidade média, lima, pimenta branca, leve manteiga e final longo.

Conselhos de armazenar e servir: Armazenar a uma temperatura de 18ºC. Servir a uma temperatura entre 10ºC a 12ºC.

Enólogos: Rui Cunha e Gabriela Albuquerque.

Expira dentro de
4 dias
Partilhar:  
11,75

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e a experiência do utilizador. Leia mais informações AQUI. Aceitar